Lareiras e recuperadores de calor

O papel das lareiras e recuperadores na decoração

As lareiras e os recuperadores de calor, há muito tempo deixaram de ser apenas uma peça utilitária para aquecer a casa. Atualmente, as lareiras, os recuperadores de calor, as salamandras e as caldeiras a pellets, para além da sua função primordial que é o aquecimento da sua casa, transformaram-se em verdadeiros objetos decorativos, sendo muitas vezes o item mais destacado na decoração de uma sala, de uma cozinha ou de uma casa de banho/banheiro.

As lareiras e recuperadores de calor que se encontram à venda no mercado, apresentam linhas para todos os gostos, desde as mais clássicas até às mais modernas. Com toda a certeza, encontrará um que se enquadra na perfeição no seu estilo de decoração. Também os materiais utilizados na sua construção e funcionamento tendem a ser mais ecológicos. Um bom exemplo dessa tendência é a utilização dos briquetes, do etanol e dos pellets, que começam a ganhar mercado e aceitação, sobretudo nas grandes cidades.

Enquanto as lareiras e recuperadores de calor tradicionais queimam madeira, os recuperadores mais modernos apostam nos materiais provenientes da biomassa, sendo mais aconselháveis para quem tem preocupações ambientais.

Lareiras tradicionais

As lareiras tradicionais ainda são muito utilizadas nas nossas casas, principalmente nas habitações mais antigas. Na sua construção utilizam-se metais, pedra, tijolos e algumas aplicações em madeira. O combustível utilizado é a madeira resultante do corte das árvores

Lareira rústica

Lareira rústica

lareira tradicional

Lareira a lenha tradicional

Recuperadores de calor a lenha

Os recuperadores de calor a lenha, tal como as lareiras tradicionais utilizam como combustível, pequenos toros de madeira. Relativamente às lareiras, apresentam a vantagem de não libertar fumo para o interior das casas (excepto quando se abre a porta para colocar mais madeira) e também alguns ganhos em termos estéticos e decorativos. A manutenção dos recuperadores de calor a lenha é mais dificil que a dos recuperadores de calor a etanol e a pellets, pois aqueles produzem muita quantidade cinza resultante da combustão da madeira.

Recuperador de calor a lenha

Recuperador de calor a lenha

Recuperador de calor a lenha moderno

Recuperador de calor a lenha com design moderno.

Recuperadores de calor a etanol

O etanol utilizado nos recuperadores de calor é um biocombustível 100% renovável, produzido a partir do milho e de outros materiais provenientes da biomassa. O etanol é um combustível limpo, que produz apenas calor, vapor de água e dióxido de carbono. No processo de combustão não são produzidas quaisquer tipos de cinzas ou resíduos. Veja, a seguir, uma foto de um recuperador de calor moderno, a funcionar com etanol.

Recuperador de calor a etanol

Recuperador de calor a etanol

Recuperadores de calor a pellets

Os recuperadores de calor a pellets apresentam, tal como os de etanol, linhas bastante modernas, funcionando como interessantes peças decorativas, que transmite vida e torna os espaços interiores mais acolhedores. Apresentando uma chama semelhante ao etanol, o seu maior inconveniente é que produz alguma (quantidade residual) cinza que cai numa pequena gaveta e pode ser facilmente aspirada. O potencial calórico dos pellets é superior ao da madeira em estado bruto. Tal como os recuperadores a etanol, também estes recuperadores a pellets não enchem a sua casa de fumo e apresentam ainda a vantagem de poder regular a temperatura através de um pequeno comando manual.

Recuperador de calor

Recuperador de calor a pellets

Recuperador de calor na casa de banho

Recuperador de calor no banheiro. Uma aplicação diferente do habitual

Concluindo esta temática das lareiras e dos recuperadores de calor, poderemos afirmar que as opções de escolha para aquecer a sua casa são várias. Cabe-lhe a si optar por aquela que melhor se enquadre no seu espaço e também a que se apresente como a mais vantajosa em termos económicos, não esquecendo nunca a vertente da preservação do ambiente.


Deixe o seu comentário

1 Comentário

  1. Como faço para comprar a lareira rustica?